Notícias do Tocantins
Tocantínia

Atualizado em: 12/03/2019 15:13:17

Vereador pede esclarecimento de salário recebido por Prefeito ‘já chegou a receber mais que o governador’

O edil protocolou ainda um pedido de revisão da decisão do TAC, na demissão dos contratados e nomeação dos concursados.

Por: Da Redação

Compartilhe:

Comente

Crédito da imagem: Divulgação

Vereador Hélio Machado (DEM) de Tocantínia, protocolando os ofícios no MPE.

Considerando que, é função do vereador fiscalizar as contas do Poder Executivo Municipal, identificar os problemas e buscar providencias  junto aos órgãos competentes  e que o Promotor  de Justiça é o guardião da sociedade,  o Vereador Hélio Machado (DEM)  de Tocantínia protocolou nesta segunda –feira (11) no Ministério Público Estadual – MPE, dois ofícios sendo, nº 007/2019 que solicita o órgão a revisão  sobre a decisão do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado com a Prefeitura Municipal de Tocantínia na demissão dos contratados e nomeação dos concursados. O segundo ofício nº 008/2019 o vereador pede apuração da possível irregularidade dos proventos recebidos pelo Gestor Municipal deste que assumiu o cargo em janeiro de 2017.


O fiscal do Executivo questiona no primeiro oficio que a forma como foi retirado os contratados de imediato, considerando que o processo para os aprovados assumirem suas funções podem  durar 30 dias e isso está prejudicando as ações básicas no município.  Falta motorista no transporte escolar, professores, técnicos da saúde, e demais serviços  que são de extrema necessidade para a população.



Salário do mês de outubro (2018) pago pela Prefeitura de Tocantínia, ao Prefeito. 


Outro questionamento do vereador ao MPE é sobre os proventos recebidos pelo gestor. Silvino recebeu  no mês de outubro/2018, R$ 32.565,73 (bruto), sendo que no mesmo mês o governador do Estado Mauro Carlesse, recebeu R$24. 117,00 (bruto). Hélio diz surpreso com tanto dinheiro que o Prefeito  recebe além do permitido, em média 20 mil mensal, ‘o cargo é de prefeito, más o salário é de governador’ diz o vereador.


A Câmara de Vereadores de Tocantínia aprovou em dezembro de 2016 um aumento salarial para prefeito, vice e secretários da cidade, para a gestão 2017/2020. O salário do chefe do executivo tocantiniense passou de R$8 mil para R$10 mil mensais. O portal da transparência da prefeitura mostra que o prefeito recebeu quantias muito além do aprovado pelo Legislativo Municipal.


Por último Hélio Machado também protocolou na Prefeitura uma solicitação de cópia do contrato da empresa responsável pela limpeza pública do município. O Vereador  quer saber a relação discriminada dos pagamentos referentes aos serviços prestados e a quantidade exata de funcionários entre outros.


Outro lado

A reportagem solicitou posicionamento da Prefeitura de Tocantínia e  até o momento da postagem não teve o retorno. O espaço continua em aberto.

Ofícios protocolados:







1.131 Visualizações

Recomendadas

Verão 2019

Praia do Segredo em Lajeado é um dos pontos turísticos do estado do Tocantins mais visitados por turistas de todo Brasil

Evento evangélico

Júnior ‘ Soldado Ferido’ é confirmado no V SEMEAR em São Bento do Tocantins

Bandeira de Bolsonaro, projeto de Dayane põe fim às cotas raciais nas universidades

Saúde Lajeado

Ambulância e unidade de saúde são entregues em Lajeado

Tabocão

Esporte, força e união em Tabocão

Esporte Municipal

Campeonato de futebol de Lajeado começa neste domingo (10)

Câmara Municipal de Lajeado

Nego Dílson e Pajeú são contra, mas Câmara Municipal de Lajeado aprova lei dos contratos

Tocantins

Editorias

Receba nosso boletim por e-mail

Nome

e-mail


Todos os Direitos reservados © Jornal Poder Tocantinense - 2017

Desenvolvido por Mundoweb - Inteligência Digital