Notícias do Tocantins
Palmas

Atualizado em: 11/07/2017 11:02:30

Banhista é atacado por arraia em praia de Palmas

Homem foi ferroado na praia do Prata. Prefeitura diz que fará vistoria e alertou que o turista que leva alimentos para dentro da água, pode ser multado com até R$ 5 mil.

Por: Do G1

Compartilhe:

Comente

Crédito da imagem: Reprodução/TV Anhanguera

Banhistas é atacado por arraia em Palmas (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)



Um banhista foi atacado por uma arraia na praia do Prata, enquanto curtia a temporada de veraneio. O promoter Luciano Alves conta que estava dentro da área permitida para banhistas. A vítima teve que receber atendimento médico e agora precisa ficar 10 dias de repouso.

O caso foi registrado no último sábado (8). "Eu cheguei por volta das 16h na praia. Entrei uns 15 minutos na água. E quando estava tomando banho, pisei na arraia, senti um choque e já saí para fora. Quando saí, vi que estava sangrando muito. Foi muito dolorido", conta.

A praia do Prata é uma das mais movimentadas de Palmas. A área cercada por telas deveria estar livre de animais, como arraias e piranhas. Mas este não é o primeiro ataque registrado nas praias da capital. Em junho, pelo menos duas pessoas foram mordidas por piranhas na praia da Graciosa.

Na praia do Caju, a tela está com defeito em várias partes. Em alguns locais, não existe a proteção. Os animais têm fácil acesso a área dos banhistas. Em outros, o nível da água está perto de ultrapassar a altura da tela.

O Luciano, que levou uma ferroada da arraia, faz um pedido por melhorias na estrutura das praias. "É preciso fiscalizar melhor porque tinha bastante criança, idoso. A dor é muito forte. Acredito que se fosse em uma criança, ela não resistiria. Que a prefeitura venha fazer uma fiscalização melhor".

Em nota, a Prefeitura de Palmas informou que vai fazer uma nova vistoria na Praia do Prata e que dessa vez será com uma malha mais fina para a varredura do fundo do lago. Também será reavaliada a altura da estrutura das redes de proteção. O município pediu a colaboração dos banhistas para que não levem alimentos para dentro da água e reforçou que a prática se configura crime ambiental com multa prevista de R$ 500 a R$ 5 mil.




318 Visualizações

Recomendadas

Temporada Araguanã

Kátia Cilene, João Neto e Frederico, Washington Brasileiro e Zé Ricardo e Thiago em Araguanã

Estado anuncia novas exonerações e volta da jornada de trabalho de oito horas

Justiça anuncia leilão de frangos para pagamento de dívida, mas volta atrás

Saúde Itapiratins

Itapiratins promove 1ª Pedalada Saudável

Poder Legislativo

Câmara de Lajeado realiza sessão itinerante na Pedreira

Brasil desamparado

SOS Lula

Política

Temer é o chefe da ditadura dos corruptos

Tocantins

Editorias

Receba nosso boletim por e-mail

Nome

e-mail


Todos os Direitos reservados © Jornal Poder Tocantinense - 2017

Desenvolvido por Mundoweb - Inteligência Digital