Notícias do Tocantins

Atualizado em: 21/05/2020 10:40:12

Vereador Nego Dílson propõe redução salarial dos servidores da Câmara, mas Leidiane Mota sugere cortar salários dos próprios Vereadores

A proposta do Vereador é que o dinheiro economizado com a redução dos salários de funcionários sejam devolvidos para Prefeitura.

Por: Regilan Marinho

Compartilhe:

Comente

1.003 Visualizações

Crédito da imagem: Por Regilan Marinho

Edílson Mascarenhas, conhecido como Nego Dílson, ficou conhecido nacionalmente ao propor o dia do pobre em Lajeado - TO.

A sessão plenária realizada na noite desta quarta-feira (20) foi sugerido pelo Vereador Nego Dílson o corte dos salários dos servidores da casa de leis devido a pandemia do covid-19. A proposta apresentada por Dílson foi aceita pelos outros vereadores presentes, mas a Vereadora Leidiane Mota apresentou contraproposta de Dílson, ao invés de continuar sacrificando os menos favorecidos do município como foi feito com os funcionários da UTC, Saúde e Educação, que o corte seja nos salários dos próprios Vereadores.

 

A parlamentar ressaltou que em tempos difíceis todos tem que compartilhar, e que na sessão desta quinta-feira (21) irá propor no plenário a redução dos salários não só dos Vereadores, mas também do prefeito e dos secretários, indo na contramão da política do Prefeito e dos Vereadores da base de apoio da gestão, que até agora só fizeram cortes salariais dos mais sacrificados.

Reduzir salários de funcionários que já ganham pouco para devolver dinheiro a prefeitura é no mínimo imoral. Nego Dílson, o mesmo que em 2017 tentou criar o dia do “pobre” implantou esse mesmo sistema com funcionários da Prefeitura quando por quatro meses foi chefe de gabinete do Prefeito, retornou para Câmara quando a mesma estava fechada com a disposição de aprovar recursos para o município que segundo ele estava parado, mas o que vem fazendo é tirando dinheiro de quem não ganha nem mesmo o suficiente para manter o sustento de suas famílias.  “Tem servidor ali na Câmara que sustenta a família com esse salário, que tem 3, 4 pessoas na casa, paga aluguel e tudo. Pediram para abrir a Câmara e voltar às sessões pra isso, reduzir salário de funcionários e pedir ajuda, devolução de dinheiro para prefeitura”, desabafa uma servidora. 

 

Vereadores presentes na sessão desta quarta-feira (20): Nego Dílson, André Portilho, Walber Pajeú, Meire Ângela e Leidiane Mota. Oscar Gouveia, Emival Parente, Zé Parente e Zé Edival não compareceram.

 

A próxima sessão está marcada para as 19h, desta quinta-feira (21) com transmissão pelo perfil da Câmara Municipal de Lajeado – TO, no facebook.


O espaço está aberto para as manifestações dos citados.

 






Recomendadas

Lajeado e Tocantínia vão receber mais de R$ 100 mil da Lei Aldir Blanc para cultura com auxílio de R$ 600 para artistas informais

Desaparecido

Morador de Tocantinópolis segue desaparecido desde o dia 21

Educação

Prefeitura de Lajeado lança plataforma com atividades para alunos da rede municipal

Covid-19

Servidora da Prefeitura de Lajeado testa positivo para covid-19, mas será contabilizado para Palmas

Tentando intimidar

Vereador de Lajeado volta a atacar reportagem do Poder Tocantinense e jornalista: vídeo mostra a verdade

Retalhação

Câmara de Lajeado solicita cidadão que questionou desempenho de vereadores em redes sociais para se esclarecer no Plenário. Será que estão querendo calar o povo?

Eleições 2020

Convenções Online são autorizadas pelo TSE

Tocantins

Editorias

Receba nosso boletim por e-mail

Nome

e-mail


Todos os Direitos reservados © Jornal Poder Tocantinense - 2017

Desenvolvido por Mundoweb - Inteligência Digital