Notícias do Tocantins

Atualizado em: 16/03/2020 12:16:02

Esposa do líder do Prefeito e vice-presidente da Câmara de Lajeado é nomeada Secretária de Saúde prestes a dar luz

Jesyane Pajeú deverá ficar poucos dias à frente do cargo, pois terá de deixá-lo para cumprir a licença maternidade. O que mais chama atenção é que Jesiany foi nomeada para substituir outra secretária empossada há poucos dias também grávida que já se licenciou.

Por: Por Regilan Marinho

Compartilhe:

Comente

1.829 Visualizações

Crédito da imagem: Divulgação / Ascom Câmara Mun.

Posse da Secretária Municipal de Saúde Jesiany Pajeú, realizada na sede da Secretaria.

O Prefeito de Lajeado Júnior Bandeira, vem adotando costumes não praticados naturalmente em nenhum outro lugar e por nenhuma outra pessoa. O Prefeito nomeou para o cargo de Secretária Municipal de Saúde Jesiany Pajeú. A nova secretária está prestes a dar luz e é esposa do vice-presidente da Câmara e líder do prefeito, Walber Pajeú. 

 

A informação que obtivemos é que a nova secretária nomeada na quinta-feira (12) ficará poucos dias no cargo pois terá que se afastar em breve para cumprir a licença maternidade e certamente em maio nova secretária a 3ª será nomeada para assumir a pasta.

 

Lembrando que ambas as secretárias continuam recebendo normalmente seus salários de R$ 5 mil cada uma e mais os direitos, mesmo afastadas. Por baixo, só com os salários de tantas secretárias será de R$ 15 mil mensal.

 

 Nomeação questionável / Nepotismo 

 

A Súmula Vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal, proíbe o nepotismo (contratação de parentes) no serviço público.

 

Confira o enunciado da Súmula Vinculante nº 13:

“A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou, ainda, de função gratificada na Administração Pública direta e indireta, em qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.”


 

Casos semelhantes em outros estados


Prefeito de Londrina terá que exonerar esposa de vereador de cargo comissionado

https://bit.ly/2w4OzRM


 

 MPE manda prefeito exonerar esposa de vereador por nepotismo; 6º caso no ano

https://bit.ly/2TQy3xS

 

 

 

O outro lado


O jornal Poder Tocantinense tentou ouvir todas as partes citadas, mas nenhuma quis responder. O espaço continua em aberto.






Recomendadas

Saiu

Lajeado: Vereadora Meire Ângela (DEM) deixa grupo de Júnior Bandeira e se junta a campanha de Zé Edival

Eleições 2020

Léo Barbosa participa de convenção do Solidariedade em Campos Lindos; As candidaturas de Romeu e Bartolomeu são homologadas

Eleições 2020

Gustavo Novato e Pimenta devem ser homologados em convenção neste domingo (13) fato histórico para Luzinópolis

Eleições 2020

Em Barrolândia Léo Barbosa participa de convenção partidária da chapa formada por Adriano Ribeiro e Odair Mineiro

Pandemia

Lajeado zera casos de Covid 19

Eleições 2020

Aliança entre PSC e PV confirmam Zé Edival e Jailson Parente em Lajeado

Funcionários de cargos de confiança do prefeito de Lajeado tentam tumultuar Convenção de adversários

Tocantins

Editorias

Receba nosso boletim por e-mail

Nome

e-mail


Todos os Direitos reservados © Jornal Poder Tocantinense - 2017

Desenvolvido por Mundoweb - Inteligência Digital