Notícias do Tocantins
Operação Carne Fraca

Atualizado em: 19/03/2017 15:43:02

Lista de frigoríficos investigados na Operação Carne Fraca

Saiba quais são as empresas alimentícias que estão sob suspeita de vender carne estragada ou adulterada.

Por:

Compartilhe:

Comente

Crédito da imagem: Regilan Marinho

Dezenas de empresas são investigadas na Operação Carne Fraca


No último dia 17, o país foi surpreendido com a notícia de que a carne consumida diariamente por milhões de brasileiros estava sob suspeita. A Operação Carne Fraca, deflagrada pela #Polícia Federal, revelou que empresas alimentícias e frigoríficos do Sul, Sudeste e Centro-Oeste estavam vendendo carne vencida, estragada, contaminada por agentes cancerígenos e adulterada até com papelão.

Um escândalo que envolve donos de empresas alimentícias, políticos e fiscais sanitários. Dezenas de pessoas foram presas suspeitas de corrupção e mais de 20 estabelecimentos produtores de carne bovina, frango, salsicha, mortadela e até ração para animais estão sob suspeita de #fraude (algumas já confirmadas).

Ao todo são 21 unidades alimentícias brasileiras que estão sob investigação. Outras três fábricas foram fechadas por apresentarem problemas, incluindo a de adulteração na produção. Nestas fábricas a fraude foi confirmada. Entre elas está uma unidade da BRF, uma das maiores empresas alimentícias do Brasil, localizada na cidade de Mineiros, em Goiás. A BRF tem outras unidades sob suspeita, uma delas em Santa Catarina. Para quem não conhece, trata-se da empresa responsável pelas marcas Perdigão e Sadia.

As outras duas unidades que tiveram as portas fechadas pela PF na Operação Carne Fraca pertencem à Peccin. A confirmação da fraude ocorreu nas unidades de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina e em Curitiba, capital do Paraná. Em ambos os casos a fábrica foi fechada e interditada. As unidades da Peccin eram responsáveis pela produção de embutidos como salsichas e mortadelas.

A lista de frigoríficos suspeitos de adulterar e tentar disfarçar o mau cheiro da carne estragada com produtos químico é grande. Entre elas estão empresas menores. Mas o mais preocupante é o fato de grandes empresas, responsáveis por marcas bem conhecidas do consumidor brasileiro como #Friboi e Seara estarem na lista.

Veja a lista de empresas alimentícias e frigoríficos investigados na Operação Carne Fraca:

  • Artacho Casings
  • Big Frango
  • Breyer e Cia
  • BRF Brasil Foods (Dona da Sadia e Perdigão)
  • Brital (Indústria de couros)
  • Central de Carnes Paranaense
  • DaGranja Agroindustrial
  • Fábrica de farinha de carne Castro
  • Frango a Gosto
  • Fratelli
  • Frigobeto
  • Frigomax
  • Frigorífico 3D
  • Frigorífico Argus
  • Frigorífico Oregons
  • Frigorífico Rainha da Paz
  • Frigorífico Souza Ramos
  • JBS (Friboi, Seara e Swift)
  • Mastercarnes
  • Morretes (água mineral)
  • Novilho Nobre
  • Pavin Fertil
  • Peccin
  • Pecin Agroindustrial
  • Primor Beef
  • Santa Ana
  • Seara
  • Smartmeal
  • Sub Royal
  • Subway
  • Unidos
  • Unifrangos




510 Visualizações

Recomendadas

Palmas

Banhista é atacado por arraia em praia de Palmas

Temporada Araguanã

Kátia Cilene, João Neto e Frederico, Washington Brasileiro e Zé Ricardo e Thiago em Araguanã

Estado anuncia novas exonerações e volta da jornada de trabalho de oito horas

Justiça anuncia leilão de frangos para pagamento de dívida, mas volta atrás

Saúde Itapiratins

Itapiratins promove 1ª Pedalada Saudável

Poder Legislativo

Câmara de Lajeado realiza sessão itinerante na Pedreira

Brasil desamparado

SOS Lula

Tocantins

Editorias

Receba nosso boletim por e-mail

Nome

e-mail


Todos os Direitos reservados © Jornal Poder Tocantinense - 2017

Desenvolvido por Mundoweb - Inteligência Digital